bandeira_ue_meia_haste_ptNa sequência dos ataques à redação do semanário francês Charlie Hebdo, o Presidente Juncker declara:

Sinto-me profundamente chocado pelo ataque brutal e desumano que atingiu a redação do semanário francês Charlie Hebdo.
É um ato intolerável, uma barbaridade que nos afeta a todos como seres humanos e europeus.
Penso nas vítimas e expresso às suas famílias, em meu nome pessoal e em nome da Comissão Europeia, a nossa maior solidariedade para com a França.

A Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal, Maria de Aires Soares, refere:

Sinto-me entristecida e chocada com o recente atentado desumano e cruel às instalações do semanário francês Charlie Hebdo.

Trata-se de um ato intolerável, perverso e injustificável que, para além do elevado número de vidas humanas que colheu e afetou, é também um atentado contra a democracia, a liberdade de imprensa e de expressão, que condeno e reprovo com toda a veemência que merecem todas as formas de terrorismo em qualquer parte do mundo.

Em sinal de respeito pelas vidas perdidas e de solidariedade para com um membros da União, a Representação da Comissão Europeia em Portugal, à semelhança do que acontece em toda a Europa, terá hoje a sua bandeira a meia haste e observará um minuto de silêncio às 11h00 em sinal de respeito e solidariedade pelas vítimas deste atentado e pelas suas famílias e amigos, mas também por todos os europeus.

Em sinal de luto e solidariedade, as bandeiras europeias estão a meia haste em toda a Europa.

Para mais informações:
http://ec.europa.eu/portugal/comissao/destaques/20150108_declaracao_presidente_ataque_semanario_charlie_hebdo_pt.htm

Share