A Comissão Europeia acaba de lançar o Erasmus+ Virtual Exchange, um projeto tendente a promover o diálogo intercultural e a melhorar as competências de pelo menos 25 000 jovens através de ferramentas de aprendizagem digitais ao longo dos próximos dois anos. Esta versão em linha do Erasmus+ irá ligar mais estudantes e jovens dos países europeus e dos países da vizinhança meridional da UE.

projeto abrange os 33 países participantes no programa Erasmus+ e a região do Sul do Mediterrâneo, nomeadamente a Argélia, o Egito, Israel, a Jordânia, o Líbano, a Líbia, Marrocos, a Palestina*, a Síria e a Tunísia. 

A versão em linha do Erasmus+ complementará o programa tradicional de mobilidade física, podendo ser alargada a outras regiões do mundo no futuro. 

O Erasmus+ Virtual Exchange permitirá ligar os jovens, os técnicos de juventude, os estudantes e os académicos dos países europeus e dos países da vizinhança meridional da UE, através de discussões moderadas, grupos de projeto transnacionais, cursos em linha abertos a todos e promoção da formação. A título de exemplo, jovens de diferentes países poderão entrar em contacto uma vez por semana para debaterem temas como a evolução económica ou as alterações climáticas, apoiados por um moderador e baseando-se em material de preparação previamente distribuído. 

Todas as atividades terão lugar no âmbito dos programas do ensino superior ou de projetos juvenis organizados. Durante a fase preparatória, o Erasmus+ Virtual Exchange suscitou o interesse de universidades e organizações de juventude, tendo já sido criadas 50 parcerias e formadas 40 pessoas como facilitadores para moderar debates.

Os contactos e intercâmbios com os homólogos no estrangeiro são uma grande oportunidade de adquirir novos conhecimentos e competências, bem como para melhorar a tolerância e a aceitação mútuas.

O intercâmbio virtual promove o diálogo intercultural entre os jovens, em conformidade com a Declaração de Paris, acordada na reunião informal dos Ministros da Educação da UE em março de 2015. A Declaração tem por objetivo promover a cidadania e os valores comuns da liberdade, tolerância e não discriminação através da educação.

 

 

Share