A Comissão Europeia apresentou uma nova ferramenta, denominada SELFIE, para ajudar todas as escolas da UE, bem como da Rússia, da Geórgia e da Sérvia, a avaliar a forma como utilizam as tecnologias digitais para o ensino e a aprendizagem.

Na UE, a plataforma SELFIE (Self-reflection on Effective Learning by Fostering the use of Innovative Educational Technologies – autorreflexão sobre a aprendizagem eficaz fomentando a utilização de tecnologias educativas inovadoras) será oferecida a 76,7 milhões de alunos e professores em 250 000 escolas, numa base voluntária.

Está a ser lançada em 24 línguas da UE, prevendo-se a disponibilização posterior de mais versões linguísticas. Qualquer escola interessada (nível superior do ensino básico, ensino secundário e ensino profissional) pode inscrever-se na plataforma SELFIE e realizar a sua autorreflexão.

O objetivo da Comissão é conseguir abranger 1 milhão de alunos, professores e dirigentes escolares até ao final de 2019.

A SELFIE é uma das 11 iniciativas do Plano de Ação para a Educação Digital apresentado pela Comissão em janeiro deste ano. Este plano de ação visa incentivar as competências digitais na Europa e apoiar a utilização inovadora das tecnologias digitais no ensino e na aprendizagem.

Como funciona a SELFIE
Quando uma escola decide utilizar a SELFIE, os seus alunos, os dirigentes escolares e os professores são convidados a refletir sobre uma série de breves afirmações destinadas a avaliar se as tecnologias são utilizadas no ensino e na aprendizagem.

A ferramenta é modular e as escolas podem escolher entre uma série de afirmações facultativas e adicionar um máximo de oito perguntas personalizadas, de acordo com as respetivas necessidades e prioridades. 

Este processo demora entre 20 e 30 minutos a completar. Em seguida, a escola recebe um relatório específico com os resultados. O relatório escolar da SELFIE pode depois ser utilizado para um diálogo ao nível da comunidade escolar, a fim de definir medidas para melhorar a utilização das tecnologias digitais, tendo em vista uma melhor aprendizagem.

Tais medidas podem incluir, por exemplo, uma formação específica para os professores ou o apoio aos alunos sobre questões como a segurança em linha. Todas as respostas introduzidas no sistema SELFIE são anónimas e não são recolhidos quaisquer dados pessoais. Os dados não serão utilizados para classificar as escolas ou os sistemas de ensino.

Para mais informações:
https://ec.europa.eu/portugal/news/new-tool-support-digital-teaching-learning-schools_pt

 

Share