estatisticaA Comissão Europeia publicou hoje novos dados que mostram que em 2014 quase 2500 produtos, desde brinquedos a veículos a motor, foram apreendidos antes de entrarem na UE ou retirados do mercado por serem potencialmente perigosos para os consumidores da UE. Ao longo dos últimos doze anos, a Comissão Europeia e os Estados-Membros da UE têm vindo a colaborar para garantir a segurança dos bens de consumo colocados no mercado europeu. Para o efeito, é utilizado o sistema de alerta rápido para os produtos não alimentares perigosos.

«Todos os produtos na Europa têm de ser seguros para os nossos cidadãos. Os produtos potencialmente perigosos devem ser retirados do mercado o mais depressa possível. Foi essa a razão por que se criou o sistema de alerta rápido. Ao longo dos anos, este sistema tem-se revelado muito eficaz para garantir a segurança dos consumidores europeus. Trata-se de um exemplo muito pragmático de cooperação da UE em benefício dos nossos cidadãos», declarou Věra Jourová,Comissária da UE responsável pela Justiça, Consumidores e Igualdade de Género.

O sistema de alerta rápido é o garante de que a informação sobre os produtos não alimentares perigosos retirados do mercado e/ou recolhidos é rapidamente veiculada entre os Estados-Membros da UE e a Comissão Europeia. Desta forma, são adotadas as medidas de acompanhamento adequadas (proibição/suspensão da comercialização , retirada do mercado, recolha do produto ou interdição da importação pelas autoridadesaduaneiras) em toda a UE e os consumidores são informados. Em 2014, foram registadas no sistema 2755 medidas de acompanhamento deste tipo.

O sítio Web do sistema de alerta rápido atraiu cerca de 2 milhões de visitantes em 2014. Graças às novas ferramentas de de pesquisa, os consumidores e as empresas podem informar-se melhor sobre os produtos perigosos notificados e retirados do mercado.

Trinta e um países (a UE em conjunto com a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega) participam atualmente no sistema.

Para mais informaões:
http://ec.europa.eu/portugal/imprensa/comunicados_imprensa/index_pt.htm

 

 

Share