idosos_pt

A Comissão Europeia, em conjunto com os Estados-Membros, publica cada três anos um relatório sobre as perspetivas a muito longo prazo da economia europeia (até 2060) que retrata as previsões económicas e orçamentais a longo prazo para os 28 Estados-Membros da União Europeia. Trata-se do Relatório do Envelhecimento.

Este relatório avalia o impacto das tendências demográficas esperadas nos custos futuros das políticas sociais, cobrindo as seguintes áreas:

Pensões;
Saúde;
Cuidados prolongados;
Educação;
Prestações de desemprego.

O objetivo do relatório é antecipar os desafios colocados no futuro pelas grandes tendências demográficas e de crescimento económico em matéria do aumento induzido nos custos das políticas sociais (em percentagem do PIB). Os custos acrescidos devidos ao envelhecimento são posteriormente integrados na análise de sustentabilidade das finanças públicas que é desenvolvida pela Comissão Europeia no quadro geral do acompanhamento e avaliação das políticas económicas.

As previsões demográficas a muito longo prazo para Portugal sugerem uma queda acentuada da população entre 2013 e 2060 (de 10,5 para 8,2 milhões), assim como uma modificação dramática da estrutura etária (ver infográfico jpeg – 339 KB [339 KB] ). Em resultado, no período 2013-2060, a taxa de crescimento média anual do produto potencial é estimada em apenas 0,9% por ano, refletindo a contração esperada do emprego em média -1,1% por ano.

A conjugação do impacto da evolução demográfica com o quadro económico leva a um crescimento esperado moderado da despesa pública resultante do envelhecimento demográfico de 27,0% do PIB em 2013 para 27,3% em 2060.

Para mais informações:
http://ec.europa.eu/portugal/comissao/destaques/20150520_relatorio_envelhecimento_pt.htm

Share